24 de nov de 2016

Velozes e Antigos - Dodge Dart

Lançado em 1970, o Dart nacional foi baseado no Dart norte-americano de 1969 (compacto para os parâmetros do Tio Sam e enorme em relação aos carros tupiniquins), porém nunca chegou a receber motores de seis cilindros e carroceria conversível, como ocorrido em sua terra de origem.
Em 1971 a versão coupé surgiu como o carro mais rápido do país, estabelecendo um recorde que seria batido somente na década de 90. O Dart sedan era muito elogiado pelo conforto, resultado da suspensão bem macia e interior espaçoso, afinal dentro dessa "banheira" de quase 5 metros de comprimento não faltava espaço e luxo.

O Dart Coupe tinha um V8 318 (5.2) no cofre do motor e tinha como concorrentes o Ford Maverick GT e o Opala SS, principalmente. Esse V8 é o maior motor que já equipou um carro brasileiro. Já a versão sedan concorria com o Ford Galaxie LTD, Maverick Sedan V8, Chevrolet Opala Comodoro e Alfa Romeo 2300.

Interessante citar que o Charger nacional era basicamente uma derivação do Dart coupé, com nova dianteira e nova traseira. Situação semelhante aconteceria com o Magnum (coupé) e com o Le Baron (sedan), lançados em 1979 e descontinuados em 1981, vítimas da crise do petróleo de 1979 e das decisões da Volkswagen, que havia comprado a Dodge brasileira em tal época.

Hoje em dia um clássico assim é uma máquina do tempo para uma época em que era mais comum ver carros com grandes motores, grandes dimensões e grandes estilos. E no caso desse Dart 74 isso tudo fica bem claro!

Ficha técnica:
🔧 Motor: dianteiro | V8 | 5.2 (318 pol³) | carburador de corpo duplo
📈 Potência (bruta): 198 cv a 4400 rpm
🔨 Taxa de compressão: 7.5:1
📉 Torque (bruto): 41.5 kgfm a 2400 rpm
💪 Câmbio: manual de 4 velocidades | tração traseira
📏 Carroceria: Comprimento -> 4960 mm | Largura -> 1810 mm | Entre-eixos -> 2820 mm | Altura -> 1390 mm
🔩 Peso (aprox.): 1550 kg
↕ Suspensão: dianteira -> independente | traseira -> eixo rígido
📊 Freios: dianteiros -> a disco | traseiros -> tambor

0 comentários:

Postar um comentário