2 de fev de 2016

Curiosidades

Nitrogênio no pneu: seu carro é um Fórmula 1?
Ao se comprar um automóvel novo, qualquer dúvida em relação ao seu consumo comparado com seus concorrentes pode ser esclarecido pelas informações do IMETRO, o sistema de etiquetagem do consumo veicular. Nem sempre indicam quanto o carro vai consumir no dia a dia, mas é um excelente comparativo, pois indica, num determinado grupo de automóveis, qual é o beberrões, qual é o “mão de vaca”...
No caso da compra de pneus para o automóvel, os motoristas mais exigentes tinham várias dúvidas: qual “segura” mais na curva, qual é mais silencioso, etc. Mas o Inmetro decidiu estabelecer também um sistema de etiquetagem para classificação dos pneus. Que considera três itens: espaço de frenagem no asfalto molhado, consumo de combustível e ruídos provocados no interior do automóvel.

Embora estas etiquetas sejam obrigatórias apenas a partir de outubro 2016, a Pirelli já se antecipou e foi pioneira no Brasil ao lançar a linha Cinturato P1 Plus já etiquetado. São pneus destinados a modelos mais esportivos, porém tanto a Pirelli como as outras marcas vão – brevemente – lançar as etiquetas no mercado. 

Nitrogênio - Outra dúvida do motorista em relação ao pneu: fala-se muito na calibragem com nitrogênio, oferecida por alguns postos mas que se deve pagar por ela. Vale a pena?

Claro que o nitrogênio funciona melhor que o ar fornecido pelo posto. Sua maior vantagem é a estabilidade mesmo quando os pneus se aquecem: não há aumento de pressão. Aliás, por isso se recomenda calibrar quando eles ainda estão frios: o ar aumenta de volume com o aquecimento, ao contrário do nitrogênio. Outra vantagem do nitrogênio é não ter umidade, evitando oxidação, ferrugem de rodas ou bicos.

Então, vale a pena pagar pelo nitrogênio ao invés de calibrar com o ar que é praticamente gratuito? Só mesmo em automóvel muito sensíveis a variações de pressão, que desenvolvem altas velocidades que aquecem os pneus. Em resumo, só nos carros de competição.

0 comentários:

Postar um comentário