20 de jan de 2016

Carro, Uber ou taxi? O imponderável pesa

Se você é mais um dos felizardos brasileiros com um possante na garagem, meus parabéns. Mas, se você roda pouco com ele e é insensível aos prazeres da vida, pode passá-lo nos cobres...
Existem vários cálculos para estabelecer o que fica mais em conta no final do ano: rodar com o próprio carro ou com taxi (ou Uber). Um deles, muito interessante, é do economista Samy Dana, da Fundação Getúlio Vargas. Ele fez todas as continhas para verificar o que é mais caro ou mais barato. E criou até um aplicativo, onde se coloca o valor do carro, os quilômetros rodados por dia (ou por mês) para descobrir o que é mais interessante (de menor custo) no final do ano.

Cada caso é um caso, mas se percebe que, quanto maior a quilometragem que se roda por dia, mais vale a pena usar o próprio automóvel. Fácil de explicar: existem os custos fixos, que são pagos independentemente de o carro rodar muito ou pouco. O IPVA, as taxas, o seguro, o estacionamento e várias outras. Então, quando se roda pouco por dia, estes custos são diluídos num pequeno número de quilômetros e o custo de cada um deles fica muito elevado. Talvez não valha a pena manter o carro na garage.

Ao contrário, quando se roda muito diária ou mensalmente, o custo do quilômetro se reduz e passa a valer a pena ter o automóvel.

Em termos práticos se você roda até 20 quilômetros por dia, o que sai mais em conta é o taxi ou o Uber. Acima de 33 ou 35 km diários, é mais interessante, em termos econômicos, usar o próprio automóvel. Claro que tudo isso varia em função do valor de cada automóvel e dos diversos outros fatores envolvidos.

Entretanto, existe um fator imponderável, que extrapola as contas matemáticas, o preto no branco: não tem preço nem pode ser calculado o valor de se ter um automóvel na garage simplesmente pela a sensação de liberdade e de exercer plenamente o direito de ir e vir. Dá para chamar um taxi e levar a namorada (ou esposa, esposo) ou família para um piquenique no gramado de um parque na estrada longe de casa?

Texto de Boris Feldman
Fonte:http://www.hojeemdia.com.br/m-blogs/boris-feldman-1.290493/carro-uber-ou-taxi-o-imponder%C3%A1vel-pesa-1.372821

0 comentários:

Postar um comentário