18 de fev de 2015

Por Dentro da Novidade!

Vendo um certo crescimento dos concorrentes e a necessidade de inovar, em 1968 a Ford decidiu adicionar ainda mais esportividade ao Mustang - se é que isso era possível - com a versão Mach 1.
Lançada em 1969, a versão só aparecia nos modelos "fastback", sendo que também haviam as versões GT, Boss 302, Boss 429, Shelby GT350 e Shelby GT500. O visual era bem agressivo, com por exemplo, um capô preto fosco com entradas de ar, faixas exclusivas nas laterais e na traseira, emblemas "Mach 1" na traseira e próximo às rodas dianteiras, aerofólio fosco na dianteira e na traseira e "cortina" fosca no vidro traseiro.

O interior era muito bem acabado, com bancos individuais de couro, volante esportivo de três raios e painel de madeira e couro. No quesito motorização, a Ford oferecia no Mach 1 o V8 351, o 390 e o 428, bem como câmbio manual de 3 ou 4 velocidades e automático de 3 marchas.

Esse carro em específico conta com upgrades que aumentaram ainda mais o estilo e a potência, entregando mais de 530 cv de potência! Para acompanhar tamanha força, diversos itens são totalmente esportivos, a exemplo da suspensão, rodas (Binno), pneus (285 R18), freios (Wilwood) e escapamento (8x1x2, com ponteiras de 3,5" ou 4", provavelmente). Também foram usados componentes da Ford Racing (cabeçote), Edelbrock (filtro de ar) e MSD (bobina), por exemplo. Enfim, esse carro é insano!

Ah e para quem entende um pouco de física e aviação, o nome "Mach" é bem sujestivo... Trata-se de uma unidade de medida de velocidade normalmente usada em aviões a jato, definida pela razão entre a velocidade do objeto e a velocidade do som. Nesse caso, não é um avião a jato, porém com mais de 500 cv achamos o nome bem apropriado!

Texto e fotos de Velozes e Antigos BR. 
Instagram: @velozes_antigosbr
FaceBook: facebook.com/velozes.antigosbr

0 comentários:

Postar um comentário