13 de abr de 2011

Garagem – Fluidos


Assim como o corpo humano, um carro necessita de fluidos para o funcionamento do seu conjunto. Os fluidos são responsáveis pela transferência de força, transferência de calor, redução do atrito, limpeza do sistema, etc.
Um automóvel que oferece o mínimo de conforto aceitável (direção hidráulica, freio a disco nas 4 rodas, etc.), possui cerca de 5 tipos diferentes de fluidos. Lembrando que cada composto é fabricado para maximizar a sua função, sendo totalmente contraindicado o uso de um mesmo fluido para diferentes sistemas. Os fluidos são divididos por sua finalidade;

Fluido de freio: O sistema de freios constitui-se num item de segurança do seu carro. Se devidamente regulado e conservado, assegura uma frenagem perfeita, sob as mais diversas condições de trânsito. Portanto, verifique regularmente o nível do fluido de freio do reservatório. Ao menor sinal de irregularidade neste item, como pedal de freio mais baixo ou luz de freio do painel acesa, consulte um mecânico imediatamente.

Fluido Radiador: Limpa todo o sistema de lubrificação, reduz o nível de corrosão, elimina riscos de cavitação, reduz a condutividade elétrica da água, evita o travamento da válvula termostática, ressecamento das mangueiras e juntas e a formação barrosa no radiador que pode entupir e causar superaquecimento prejudicando o bom funcionamento do motor, por isso coloque pelo menos 1 litro de aditivo à base de etileno glicol por ano.

Óleo do motor:
Fundamental para a vida do motor, sem ele o motor funde, o óleo está disponível nas versões sintética e mineral. Use aquele que é indicado pelo fabricante do seu carro. Evite misturar os dois tipos, pois gera depósito de sujeira podendo provocar falhas no motor.

Aditivo no óleo: O aditivo para lubrificante do motor forma uma película protetora nas peças, diminuindo o consumo de óleo e a emissão de poluentes, e ainda aumenta a vida útil do carro. Um frasco do produto trata até 5 litros de lubrificante. Coloque sempre que trocar o óleo

Aditivo no limpador de para-brisa: O ideal é colocar um aditivo à base de álcool misturado na água do limpador para diminuir o embaçamento do vidro, não use soluções caseiras para não melar os vidros.

Fluido (óleo) da caixa de marcha:
Todos os veículos possuem fluidos lubrificantes em seus sistemas de transmissão, sendo necessária a troca acima da quilometragem estipulada pelo fabricante. Carros automáticos tem uma maior quantidade de fluido devido a seu funcionamento diferenciado da caixa manual, mas ambas sem os seus respectivos fluidos não funcionam.

Fluido da direção hidráulica: responsável pela multiplicação da força aplicada ao volante, através de bombas hidráulicas e tubos de alta pressão, o sistema demanda uma grande quantidade de fluido e um constate monitoramento. Em caso de vazamento ou falha no sistema o veiculo continua funcionando, mas com a direção bem mais pesada e com risco de dano permanente ao sistema hidráulico.

Fluido de suspensão: Veículos que possuem suspensões com ajustes de altura e rigidez têm mais um fluido em sua lista. Responsável pela elevação, ou rebaixamento, do carro o fluido geralmente possuem propriedade eletromagnéticas (em carros mais modernos), nos carros mais antigos o sistema era movido por fluidos hidráulicos.

Existem outros fluidos no mercado, mas com finalidades muito peculiares, citamos os principais e que não podem faltar para o bom funcionamento de um carro. Lembre-se sempre de conferir o nível de todos, além de consultar o manual do proprietário para saber qual a quilometragem ideal para as trocas e o modelo correto do fluido.
 

2 comentários:

  1. Uma dica: Honda civic 2002 a 2005 cambio automatico, nao deixem de trocar o fluido com no maximo 70000 km, utilizando sempre o oleo original honda original recomendado honda, claro que a dica serve para todos os carro mas o civic tem estragado demais e o custo é muito elevado de reparo.

    Celta até 2007 o fluido de freio esta virando "pasta" extremamente rapido no reservatorio de armazenamento, trocar a cada ano impreterivelmente.

    Usar SEMPRE o oleo recomendado pelo fabricante,nao substituir em hipotese alguma.

    Aditivo de radiador nunca deve faltar em nenhum carro mas as RANGER´S E FRONTIER devem sempre usar a mistura agua etilenoglicol em seu nivel maximo de porcentagem indicada pelo fabricante.

    ResponderExcluir
  2. Boa Ludovico!
    Dicas muito boas para todos!

    ResponderExcluir