10 de mar de 2011

Qual esportivo comprar com R$200 mil – Parte 3


Já mostramos 2 grupos de esportivos com valores próximos de 200 mil reais, o grupo dos cupês e dos sedans apimentados. Agora vamos mostrar mais um grupo de “concorrentes”, e neste grupo os grandes motores V8 são os destaques. Com vocês os Poney Cars!
O termo Poney Car surgiu em meados da década de 70 para se referir aos modelos que tinham uma carroceria “pequena”, em relação aos outros, e contavam com um clássico V8 com muita potência sob o capô. Atualmente temos grandes representantes deste segmento, como o Dodge Challenger SRT-8, Ford Mustang GT e o Chevrolet Camaro SS.

Começamos com o Dodge Challenger SRT-8, a versão mais completa do modelo que foi relançada em 2008. O modelo atual lembra muito a sua versão antiga, graças ao toque retrô dado ao modelo pela Dodge, mas todos os componentes são 100% novos e com muita tecnologia incorporada.

O SRT-8 conta com um monstruoso motor V8 HEMI de 6.1 litros que rendem 425 cavalos e um torque de 58 kgfm. Atinge a velocidade máxima de 250 km/h limitados e atinge os 100 km/h em 5 segundos, lembrando que o forte dos Poney cars eram as arrancadas e as competições do “quarto de milha”. Infelizmente as versões com câmbio manual são raras, pois o mercado norte-americano não “gosta” de tal mecanismo, deixando assim as versões com câmbio automático reinarem nas ruas.

O interior do Dodge não desaponta um motorista que se preocupa com conforto, afinal, estamos falando de um carro americano. Com todas as funções eletrônicas possíveis como GPS, MP3, Controles de estabilidades, etc. Praticamente todo interior é recoberto por couro, com exceção das centenas de porta “trecos” e do console central. O Dodge Challenger tem seu preço na casa dos 220 mil reais, mas é possível encontrar modelos abaixo desta faixa de preço através de importação independente.
 
Ficha técnica 
Motor: dianteiro, longitudinal, 8 cilindros em V, 16V, gasolina, injeção multiponto
Cilindrada: 6059 cm3
Diâmetro x curso: 103 x 90,9 mm
Taxa de compressão: 10,3:1
Potência: 425 cv a 6200 rpm
Torque: 58,1 mkgf a 4800 rpm
Câmbio: automático de 5 marchas, tração traseira
Carroceria: sedã, 2 portas, 5 lugares
Dimensões: comprimento, 508 cm; largura, 189 cm; altura, 148 cm; entreeixos, 305 cm
Peso: 1878 kg
Peso/potência: 4,4 kg/cv
Peso/torque: 32,3 kg/mkgf
Porta-malas/caçamba: 460 litros
Tanque: 72 litros
Suspensão dianteira: independente com barra estabilizadora
Suspensão traseira: multilink com barra estabilizadora
Freios: disco nas 4 rodas
Direção: pinhão e cremalheira, com assistência hidráulica
Pneus: 245/45 R20 (D); 255/45 R20 (T)
Equipamentos: ABS, ar-condicionado, duplo airbag, computador de bordo, rodas de liga leve

Depois de um longo tempo sem ser fabricado o Camaro voltou ao posto de destaque da Chevrolet. Com a onda retrô que invadiu a indústria automobilística, os executivos da gigante norte-americana resolveram reviver o sucesso de vendas do passado.

Com sua estreia oficial no filme Transformers, o novo Camaro foi um sucesso instantâneo. Todos queriam ter o carro que era o companheiro do mocinho do filme, porém o modelo só foi colocado à venda alguns meses após o filme. A espera valeu a pena, pois é o mais atual entre os Poney Cars e o que apresenta um design mais bem resolvido.

Sob o capô encontra-se um motor V8 com 6.2 litros que despeja 425 cavalos (406 c.v. na versão “abrasileirada”) e tem um torque de 57 kgfm. Atinge a velocidade máxima de 250 km/h limitados e chega aos 100 km/h em apenas 4,8 segundos. O motor do Camaro é muito silencioso em baixo giro, chegando a passar despercebido pelas ruas, mas basta uma acelerada mais forte para o belo ronco metálico ser expelido pelo escapamento.

Como também é um carro americano, o Camaro tem seu interior recheado de porta copos e inutilidades em carros esportivos, além do câmbio automático reinar em grande parte das versões vendidas. O conforto não foi esquecido, couro em todos os lugares possíveis, bancos com dezenas de ajustes e até a projeção de informações sobre o carro no para-brisa dianteiro. Como a própria Chevrolet já importa o Camaro para o Brasil, seu preço é o mais baixo entre os Poney Cars. Com “apenas” 185 mil reais já é possível comprar a máquina, mas lembre-se que existe uma extensa lista de opcionais, onde uma simples faixa decorativa custa mais de 5 mil reais.
 
Ficha técnica
Motor: dianteiro, longitudinal, V8
Cilindrada: 6 162 cm3
Taxa de compressão: 10,7:1
Potência: 426 cv a 5 900 rpm
Torque: 58,0 mkgf a 4 600 rpm
Câmbio: manual de 6 marchas, tração traseira
Direção: hidráulica, tipo pinhão e cremalheira
Suspensão: independente do tipo multilink nos 2 eixos
Freios: discos ventilados nas 4 rodas, ABS
Dimensões: comprimento, 483 cm; largura, 192 cm; altura, 137 cm; entre-eixos, 285 cm
Peso: 1 746 kg
Peso/potência: 4,1 kg/cv
Peso/torque: 30,1 kg/cv
Volumes: porta-malas, 320 litros; tanque, 72 litros
Rodas: rodas de alumínio, pneus 245/45 R20 na frente, 275/40 R20 atrás
Principais itens de série: airbags, bancos de couro, sistema de som Boston Acoustics, CD player com MP3 e Bluetooth, faróis de xenônio, ABS, ESP

O último concorrente de hoje é sem dúvida o mais experiente entre todos os modelos, o Ford Mustang GT. Com mais de 50 anos de fabricação o Mustang tem excelentes números de vendas por todo mundo, porém ainda apresenta à velha e perigosa suspensão dependente no eixo traseiro.

O Mustang conta atualmente com versões para todos os gostos, com um “simplório” motor V6, passando pelo novíssimo V8 5.0 e chegando a insana versão Super Snake com seu V8 preparado que passa dos 600 cavalos. Iremos focar na versão V8 5.0, por ser a mais semelhante com os demais adversários.

O Ford conta com um motor V8 que rende 412 cavalos e 54 kgfm, atinge a máxima de 250 km/h e assim como os outros é limitado a 250 km/h. Infelizmente a Ford ainda teima em utilizar a suspensão dependente no eixo de tração, o traseiro, fazendo com que o carro se torne um perigo em curvas mais fechadas. O uso da suspensão independente não é mistério para a fabricante, carros populares e bem menos potentes como o Focus já a possuem há muito tempo e com resultados inquestionáveis.

O interior é como o de seus concorrentes, muito couro, porta trecos, botões com funções mais variadas, mas tudo em harmonia e bom gosto. O Mustang GT 5.0 custa no Brasil aproximadamente 200 mil reais, podendo ser encontrado por um preço mais viável nas versões de entrada com motor V6.
 
Ficha técnica
Motor: dianteiro, longitudinal, V8
Cilindrada: 4 998 cm3
Taxa de compressão: 9,9:1
Potência: 412 cv a 5 900 rpm
Torque: 54,0 mkgf a 4 600 rpm
Câmbio: manual de 5 marchas, tração traseira
Direção: hidráulica, tipo pinhão e cremalheira
Suspensão:Amortecedores hidráulicos, barra estabilizadora e molas helicoidais, Dianteira: Independente, do tipo McPherson, Traseira: Eixo rígido, com três braços e barra Panhard
Freios: discos ventilados nas 4 rodas, ABS
Peso: 1580 kg
Peso/potência: 5,3 kg/cv
Peso/torque: 35,7 kg/mkgf
Volumes: Porta-malas, 370 l; tanque de combustível, 60 l
Rodas: Alumínio, aro 17; 235/55 ZR17 98W
Principais itens de série: ABS, airbags, ar-condicionado, bancos de couro, CD player com disqueteira, trio elétrico, faróis de neblina, piloto automático, volante com ajuste de altura e banco do motorista com regulagem elétrica
 
 

2 comentários:

  1. Sou doido com esse Mustang, se me estabilizo financeiramente vai meu primeiro investimento.

    ResponderExcluir
  2. Ainda vou realizar meu sonho de ter um Mustang.

    ResponderExcluir