9 de dez de 2010

Garagem – Disposição dos motores


Desde a invenção do automóvel, no século 19, engenheiros e especialistas no assunto vêm si esforçando para melhorar todo o conjunto. Um dos fatores principais de um veiculo é seu motor, mas tal peça pode ter diferentes formas de ser colocada em um carro. Analisando uma série de variáveis, os engenheiros decidem qual será a disposição e o formato do motor.
Com relação a sua disposição(orientação), o motor pode ser longitudinal ou transversal. Motores longitudinais são aqueles em que o mesmo está alinhado com a carroceria do veiculo(paralelo às laterais), as linhas de força têm de fazer uma curva de 90 graus até as rodas de tração. Tal disposição é comum em carros mais antigos, como o Opala, Chevette e também em carros com motores de maior cilindrada e número de cilindros, como Dodge Viper e Nissan GT-R.
 

Motores transversais são aqueles montados paralelamente ao eixo do veículo (posicionado de lateral a lateral do mesmo). Tal disposição é muito comum em nossos carros populares, Palio, Gol, Uno, entre outros, mas também pode ser encontrada em superesportivos como o Lamborghini Miura. A vantagem desta disposição é a redução de tamanho do conjunto, tornado o veículo menor e consequentemente mais leve.
 

Além da posição em relação ao eixo, também existe a opção do local onde fixar o motor. Existem 3 opções recomendadas, motor na dianteira, no centro ou na traseira, cada local oferece suas vantagens e desvantagens.

O motor localizado na dianteira, mais comum no mercado atual, tem como ponto forte sua fácil acessibilidade para manutenção, uma melhor refrigeração e uma grande economia de espaço, tornando possível o veículo possuir um bom porta mala. Como ponto negativo pode-se ressaltar a necessidade de um tamanho reduzido do motor, grande quantidade de massa localizada apenas no eixo dianteiro(deixando a traseira “solta”) e os dutos feitos no assoalho da carroceria para a passagem dos sistemas de escapamento.

O motor localizado na traseira, comum em superesportivos, tem como ponto forte sua grande capacidade de tracionar o carro, devido à maior quantidade de peso sobre o eixo traseiro(quando este é o responsável pela tração). Como desvantagem o veículo tende a sair mais de traseira em curvas, além da necessidade de entradas de ar por toda carroceria(para a refrigeração do motor)

Já o motor central, que o próprio nome já diz sua localização, é muito utilizado em carros de competição e os novos superesportivos. Tem como destaque a excelente distribuição de peso por todo o veículo, tornando a dirigibilidade mais “fácil”. Destaque também para o baixo centro de gravidade do carro, muito importante quando si quer fazer curvas em altas velocidades “em segurança”. Como ponto negativo pode-se perceber o pouco espaço restante para o motorista e passageiro, normalmente tais veículos tem apenas 2 lugares, e um porta mala muito compacto.

Agora que você já sabe os pontos positivos e negativos do posicionamento do motor, faça sua escolha, mas lembre-se dos pontos negativos também. Para saber as vantagens de um motor em V, em linha, Boxter ou wankel, aguarde até o próximo Garagem, aqui no BH Exotics.

0 comentários:

Postar um comentário