Por Dentro das Novidades

Tudo sobre os modelos recém chegados

Flagras dos nossos leitores

Os melhores flagras feitos por nossos leitores!

Novidade Polêmica!

A novidade mais comentada do ano

Retrovisor - Junho

O melhor do mês que passaou!

29 de jul de 2010

Senna

Homenagem do top gear ao maior piloto do mundo.



26 de jul de 2010

Curiosidade

Aposto que muitas pessoas devem se perguntar o significado das siglas nos carros, afinal, são inúmeros modelos de veículos com as mais variadas siglas em suas versões. Saber o significado das siglas nos automóveis pode evitar que você escolha a versão errada na hora da compra, já que cada sigla pode especificar bem o que aquele carro tem a oferecer.

GL – Gran Luxo

GLS – Gran Luxo Super

CD – Comfort Diamond

CL – Comfort Luxe

CS – Comfort Super

CSL – Comfort Super Luxe

EFI – Electronic Fuel Injection, ou injeção eletrônica de combustível

ELX – Electronic Luxe Extra

EX – “E” de Economic (econômico), “X” indicando itens de conforto

GHIA – De Studio Ghia, famoso estúdio italiano de estilo. Pertence hoje à Ford, que a usa nas versões mais luxuosas

GLX – Gran Luxo Extra

GSI – Gran Super Injection

GT – Gran Turismo

GTI – Gran Turismo Injection

GTS – Gran Turismo Sport

HGT – High Grand Tourism

HLX – High Luxury (alta luxo)

L – Luxo

LS – Luxo Super

MPFI – Multipoint Fuel Injection (injeção eletrônica multiponto)

MPI – Multipoint Injection

S – Super

SLX – Super Luxo

SUV – Sport Utility Vehicle

SW – Station Wagon

XLT – Extra Luxe Total

Ferrari
GT — Gran Touring
GTA — Gran Touring Automatic

Fiat
SX — Standard Extra
EX — Extra
ELX — Elegance Extra
HLX — High Level Extra
HGT — High Gran Tourism
Stile — Estilo
Working — Trabalho

Chevrolet
DLX — De Luxe
GL — Gran Luxe
GLS — Gran Luxe Sport
CD — Confort Diamond
Executive — Executivo
Wind — Vento

Ford
L — Luxe
XL — Extra Luxe
XR — Experimental Research
XLT — Extra Luxe Total
GL — Gran Luxe
GLX — Gran Luxe Extra
Ghia — Assinado pelo estúdio de design italiano homônimo

Honda
LX — Luxe
EX — Executive

Mitsubishi
L — Luxe
GL — Gran Luxe
GLS — Gran Luxe Sport

Renault
RL — Ranking Low
RN — Ranking Normal
RT — Ranking Top
RXE — Ranking Extra

Executive
Initiale — Inicial
Express — Expresso (carga)

1. Qual o significado dos nomes dos Veículos Fiat?
UNO: O número 1, no idioma italiano. Recebeu este nome por ter sido o primeiro modelo de uma nova geração de carros Fiat.

UNO MILLE: tem este nome em função de ter sido o primeiro modelo de veículo com motor 1.0 lançado pela Fiat.

PALIO: é um nome inspirado na bandeira com a qual se premiava o vencedor de corridas a cavalo, realizada na Idade Média durante as festas populares. A mais famosa das corridas era o “Palio di Siena”, que é uma competição entre os moradores das regiões próximas à cidade de Siena, na Itália.

SIENA: é uma cidade da região da Toscana (centro-oeste da Itália), onde é disputado o “Palio di Siena”, competição em forma de corrida a cavalo.

MAREA: significa o movimento periódico das águas do mar, que em português é conhecido como maré. STRADA: significa “estrada” e representa o sentimento de liberdade que o carro proporciona ao motorista.

DUCATO: refere-se a uma moeda de ouro cunhada, originalmente, na região de Veneza e depois em outras regiões da Europa.

FIORINO: é o nome da moeda de ouro cunhada na região de Florença no século XIII.

5. O que significam as siglas HLX, EX, ELX e SX?
HLX – High Luxury – versão de alto luxo, com conteúdos extras de conforto e segurança.

EX – Economic – versão econômica, com conteúdos extras de conforto e segurança.

ELX – Elegant – versão elegante, com conteúdos extras de conforto e segurança.

SX – O ‘S’ indicará sempre a primeira versão da gama de modelos.

Motores

OHV — Over Head Valve (Válvulas no cabeçote): Nesse sistema as válvulas tem o eixo de comando montado diretamente no bloco do motor. É o menos eficiente, pois sua concepção não permite altas rotações e necessita de regulagens constantes. Foi aposentado nos motores à gasolina, mas ainda é utilizado nos motores diesel.

SOHC — Single Over Head Camshaft (�?rvore única de comando de válvulas): aqui as válvulas são montadas no cabeçote, direcionando a aspiração de ar para um lado e o escape de gases para outro. É mais silencioso que seu antecessor e dispensa regulagens freqüentes. É o sistema encontrado em carros como o Corsa, o Gol e o Palio, com motores de oito válvulas.

DOHC — Double Over Head Camshaft (Eixo duplo de comando de válvulas): seu funcionamento é parecido com o SOHC. A diferença são os dois eixos de comando independentes para admissão e escape, proporcionando o máximo de rendimento da queima e permitindo rotações mais altas. Isso se traduz em melhor desempenho. É utilizado em veículos com motor mais potente, ou com mais de duas válvulas por cilindro, como o Audi A8 e o Gol Turbo 1.0 16V.

20 de jul de 2010

O melhor do Rally!




14 de jul de 2010

Test Drive Unlimited 2

O jogo mais aguardado do ano, na minha opinião, é o Test Drive Unlimited 2, pelo que já saiu na mídia, ele não será um Need for Speed da vida, onde cada nova versão muda-se totalmente o foco do jogo. Nesse jogo teremos acesso a muitos carros, até modelos que não sabíamos da existência, um mapa totalmente aberto( com a opção de viajar para ibiza!!!), o único porém, vai ser necessário um bom computador pra roda-lo em qualidade satisfatória, vou parar de enrolação i vou logo postando o trailer dele!


11 de jul de 2010

Velocímetro

Um velocímetro é um instrumento de medida da velocidade instantânea de um corpo em movimento, como um automóvel ou avião. É um sistema mecânico que consiste basicamente na lei de indução magnética. Nos veículos, ele é ligado à roda dianteira ou à caixa de mudanças através de um cabo. Sua calibragem depende do diâmetro da roda e da relação de engrenagens da caixa de mudanças, quando ligado nesta, para informar com precisão a velocidade.

Teoricamente ,o velocímetro tem sua margem de erro de até 10% da velocidade real para a “mostrada”, quase sempre acusando uma velocidade maior do que a real, ou seja, um instrumento não muito confiável.

Existem novos sistemas que estão melhorando essa margem de erro, porém, um fato sempre me intrigou, por que raios um carro 1.0 tem um velocímetro que mede até os 200 Km/h?!?!?!?! Geralmente carros com esses motores estão prestes a explodir quando o coitado do motorista está a 140Km/h!

Não são apenas os pobres 1.0 que são acompanhados dos velocímetros exagerados, ao menos no mercado brasileiro, facilmente é possível encontrar carros 2.0 marcando seus 260 km/h!, coisa que uma Ferrari com seu motor de 3.6 litros faz com um certo esforço.

A famosa frase, “pregar ponteiro”, onde o tal ponteiro é o do velocímetro, só é possível de ser feita em carro preparados, ou em superesportivos, do contrario o único ponteiro que você vai pregar será o do tanque de gasolina vazio, depois de tantas tentativas em vão.

Não que eu esteja incentivando o abuso de velocidade, mas sim reclamando da propaganda enganosa das montadoras, pois para um leigo no assunto, pode-se muito bem achar que um stilo Sporting, com seu” poderoso” e arcaico motor 1.8 e seus 115cv mancos, chegue aos 220 km/h, quando na verdade faz 188km/h( com o vento a favor, em uma descida, apenas com o motorista no carro e o tanque praticamente vazio)!

A melhor alternativa é optar por instrumentos digitais, como os encontrados no Honda New Civic, ou caso a grana não esteja colaborando, leia o manual do veiculo, onde é possível encontrar a velocidade máxima “verdadeira”.


                                    Painel do Fiat Stilo Sporting

                               Painel Lamborghini Murciélago LP640

6 de jul de 2010

Maserati Gran Turismo S

O cupê de quatro lugares e duas portas possui motor V8. Projetado pelo escritório de design Pininfarina, foi apresentado o Salão do Automóvel de Genebra, em 2007. Seu desenho se assemelha ao primeiro Gran Turismo produzido pela Maserati, o 1947 GT A6 1500 Pininfarina.

Seu peso é muito bem distribuído, 49% no eixo dianteiro e 51% no traseiro, o que deixa o carro muito equilibrado em curvas e frenagens. Conta com um sistema de suspensão chamado Skyhook, desenvolvido pelos engenheiros da Maserati. Sua principal característica é o ajuste automático é imediato da suspensão, a qual está ligada a sensores espalhados pelo carro, que tem a função de “ler” o piso adiante e regular a suspensão da melhor maneira possível, o que poderia ter sido adotado pela prima italiana, a Ferrari!

Apesar deste modelo contar com o cambio automático, o que não é muito bem visto entre os super esportivos, ela tem uma performance muito boa, deixando passar toda a emoção ao condutor e seus felizardos passageiros, neste modelo podendo ser de até 3 no total!).

Seleciono o modo “Sport”, aperte bem o cinto, segure-se bem ao banco, espere alguns milésimos de segundo até o conta giros ultrapassar os 3 mil giros, onde as válvulas de escapamento são totalmente abertas. Então aproveite os “coices” gerados pelo torque de quase 50 kgmf, ouça um dos roncos mais bonitos da atualidade, e veja rapidamente, cerca de 5 segundos, o velocímetro superar os 100 km/h!

Entre nas curvas de qualquer maneira e velocidade, seu controle de tração e estabilidade são coisas inacreditáveis, chega até ser chato, pois ele não deixa o carro dar as deliciosas saídas de traseira em curvas, mas por outro lado você consegue sair bem tracionado e apontado para o lado certo!

O Conforto da GT chega a deixar muito carro alemão para trás, bancos em couro, painel muito bem feito e iluminado, sistema multimídia completo com GPS e seus derivados, a suspensão já mencionada, não esquecendo do seu isolamento acústico, feche os vidros i ouça um ronco bem ao fundo, em baixas rotações claro, mas andar baixas rotações em um carro com um ronco tão lindo chega a ser um crime!

Um carro com um Design inconfundível, o melhor da Maserati na minha opinião, com um acerto mecânico ideal, podendo ser usado no dia a dia sem problemas, e quem sabe em um circuito aos finais de semana,( garanto que a maquina não fará feio! ).

Motor: 4.7 Gasolina
Potência: 440 cv
Câmbio: Automático
0 a 100km/h: 4,9 segundos
Velocidade máxima: 295 km/h
Equipamentos de série: Air bags frontais de estágio duplo, que inflam de acordo com a severidade da colisão; air bags laterais; cintos de segurança com pré-tensionador controlado eletronicamente
Preço:R$ 859.820


Pra fechar o post, nada como o video on board na fera!

4 de jul de 2010

Aconteceu

No ultimo sábado, dia 3 de junho, um incêndio destruiu um ferro velho localizado na Avenida Raja Gabaglia, na altura do bairro Luxemburgo, em Belo Horizonte. Segundo informações, o fogo começou devido a uma faísca provocada por um maçarico de corte.

A fumaça pode ser vista de muitos pontos da cidade, além de causar o bloqueio da avenida durante 4 horas do sábado. Felizmente os danos foram só matérias, para o dono do estabelecimento e para a Cemig, que teve sua viação destruída sobre o local.

Não si sabe si o proprietário tinha seguro, o ferro velho era especializado em carros importados, um triste noticia para todos, principalmente para quem escreve, pois estava para comprar um jogo de bancos de um volvo que estava lá!

2 de jul de 2010

Test Drive

VolksWagen - Gol Special 1999 - 1.0 8v


Inaugurando a seçao de test drives, logicamente feitos por quem escreve aqui, e também após a experiência a bordo do carro em questão.

O escolhido de hoje, infelizmente, foi o Gol special, ano 1999, com seus 120 mil quilômetros rodados, sua mecânica de 1.0, com desanimadores 57 cavalos, 8 válvulas, 8,6 kgmf de torque é o velho é adorado, pelos preparadores de baixo orçamento, motor AP.

Ao olhar para o carro já si tem a ideia de que sua concepção foi de si fazer um meio de transporte, não um carro, conforto quase nulo, acabamento muito ruim, grande quantidade de plástico, tecidos horrorosos. O painel com o velocímetro no centro, nível de combustível de um lado, e do outro um desenho besta do carro informando a pressão dos pneus.

Superado o desanimo ao ver o carro, vamos rodar, ou tentar, com ele. Como todo VW, ele tem um bom engate de cambio, bem curto e preciso, mas só isso também. Volante com um desenho ruim, pedais mal posicionados, motor com um toque nulo em baixas rotações, não tente subir um morro de Belo Horizonte com muito peso, porque você não vai conseguir com esse caro!!

Saindo da inercia até os 100 km/h são mais de 20 segundos de agonia, da pra fazer um café enquanto isso, retomadas? Nem tive coragem de fazer, vai que um fusca me passava na hora! Sua dirigibilidade também não é das melhores, tende a inclinar demais em curvas fechadas, além das saídas de frente constantes.

Resumindo, um veiculo para o deslocamento em centros urbanos, onde a economia é o que importa, pois fazer 13 km por litro não é fácil não. não recomendo pegar uma estrada ou rodovia com ele, seu motor não dará nenhuma segurança em ultrapassagens é subidas, o que pode acarretar um acidente

Si você está procurando um carro, mantenha distancia desse veiculo, sua faixa de preço esta na casa dos 11 mil reais, com essa grana da para comprar automóveis de verdade, como um palio 1.6 16v ano 96, um tempra, um gol gti quadrado entre outros, mas caso você queira comprar isso, faça um seguro de vida bem gordo, seus beneficiários iram abrir um largo sorriso!

1 de jul de 2010

Vídeo: Gallardo Spyder em BH

Lamborghini Gallardo pelas ruas de Belo Horizonte